quinta-feira, 21 de novembro de 2019

BH 9 - Pampulha


Pampulha

Com uma grande lagoa artificial, circundada por belas e modernas residências,  o conjunto arquitetônico da Pampulha tem destaque pelas ousadas formas das construções de sua época. O complexo foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer na década de 1940, que na época desafiou a monotonia da arquitetura contemporânea.

Uma dessas construções Iate Clube, que foi inaugurado em 1943 tendo uma construção a forma de um barco que se lança pelo espelho d’água em meio a belos jardins feitos pelo paisagista Burle Marx.  Próximo ao Iate está o Centro de Informações turísticas.




Igreja São Francisco de Assis

A obra que tem mais destaque é a Capela de São Francisco de Assis, considerada a obra-prima do conjunto que foi inaugurada em 1945. A partir dessa época permaneceu 14 anos proibida de qualquer celebração religiosa devido ao seu formato, que não foi aceito pelas autoridades eclesiásticas da época.





Conhecida como Igrejinha da Pampulha, do seu projeto participaram importantes expoentes da arte brasileira, como Cândido Portinari, Ceschiatti e Burle Marx. Ao lado da igrejinha está o Parque Guabanara, que possui muitos brinquedos para as crianças. 



Museu de Arte da Pampulha

O museu é um dos pontos turísticos mais famosos de Belo Horizonte. Construído em 1943 para trazer movimento à região da Pampulha, tão logo foi inaugurado atraiu muitos amantes de jogos ao cassino. Na época era conhecido como "Palácio de Cristal" e agitou a vida noturna da cidade, até que o jogo foi proibido no Brasil. 





Atualmente o MAP possui um acervo de 1.600 obras da Arte Contemporânea brasileira em variadas tendências artísticas. Nas imediações da Pampulha está o Museu da História da Inquisição, que tem amplo acervo em fotografias, biblioteca e documentos. Também pode-se conhecer os museus científicos da Universidade Federal de Minas Gerais. 



Casa do Baile

Situada numa pequena ilha artificial e ligada à orla por uma pequena ponte de concreto, a Casa do Baile com sua construção diferenciada pelas formas circulares e sinuosas foi no passado um dos principais salões de dança da cidade. 





Inaugurada em 1943 para ser um restaurante dançante, com apenas 5 anos de funcionamento a Casa do Baile foi desativada devido à proibição do jogo de cassino. Atualmente é um espaço para exposições de arte e local de seminários.



Orla da Lagoa da Pampulha

A orla da lagoa engloba diversas estruturas de lazer, além de ser palco para grandes festas como o reveillon e eventos esportivos, como a Volta Internacional da Pampulha.  Há quatro pontos na orla que são usados como área de descanso e como mirantes da lagoa, que possuem nomes de pássaros como garça, biguá, sabiá e bem-te-vi. 




Parque Ecológico

Junto da lagoa está o Centro de Preparação Equestre, o Parque Ecológico, o Jardim Zoológico, o Mineirão e o Mineirinho. No Parque Ecológico há bicicletas para visitantes usarem gratuitamente e equipamentos de ginástica, pistas de caminhada e cooper e bicicletas gratuitas. O espaço também é utilizado como cenário para shows musicais, espetáculos de dança, peças teatrais e eventos com propósitos educativos. 



Jardim zoológico

Ocupando uma área de 1 milhão e meio de metros quadrados, no Jardim Zoológico encontram-se 3.000 animais, tanto de espécies brasileiras como de várias partes do mundo. 






Um dos destaques é o Aquário Temático do Rio São Francisco, que é um dos maiores aquários de água doce do Brasil.  Há também um borboletário, que é um viveiro com 2.000 insetos. 




O Jardim Japonês foi criado para celebrar o Centenário da Imigração Japonesa no Brasil. Quem se interessa por botânica e fauna, tem a opção de visitar o Museu de História Natural e Jardim Botânico da UFMG no bairro Santa Inês, que tem interessantes exposições de arqueologia, mineralogia, física e laboratório interativo. Um destaque do museu é o famoso Presépio do Pipiripau.



Mineirão / Mineirinho

O grande destaque da Pampulha é o Estádio Magalhães Pinto. Conhecido como Mineirão, nesse estádio serão recebidas as seleções provenientes da Colômbia, Grécia, Bélgica, Argélia, Argentina, Costa Rica e Inglaterra e depois as delegações que forem classificadas para a segunda fase da Copa do Mundo 2014. 





Cartão postal da Pampulha, o Mineirão passou por ampla ampliação e restauração, tendo ao lado o ginásio Mineirinho que é usado para outras modalidades esportivas e eventos artísticos. A Esplanada do Mineirão tem uma vista privilegiada para a Lagoa da Pampulha e nas dependências do estádio está o Museu Brasileiro de Futebol. 



Museu do Futebol

Quem quiser conhecer os bastidores do estádio, conta com monitores bilíngues que acompanham grupos de visitantes e prestam informações detalhadas e curiosidades sobre o estádio. Assim como todos os brasileiros, os belorizontinos são apaixonados por futebol e a rivalidade futebolística faz parte da cultura da cidade... 



Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores