terça-feira, 19 de abril de 2011

Alenquer, a cidade dos deuses



Pequena cidade do interior paraense a 100 km de Santarém, Alenquer possui maravilhosas cachoeiras e guarda um dos segredos mais bem guardados da história. É ali que está a chamada Cidade dos Deuses, que tem formações rochosas esculpidas pelo vento que deram origem a gigantescas figuras, onde povos primitivos fizeram inscrições e desenhos até hoje não decifrados.



 
Cidade dos Deuses: Situada no meio da selva amazônica, o conjunto de ruínas de milhões de anos de idade foi descoberto pelos moradores de Alenquer no interior do estado do Pará. As pedras que formam a cidade dos deuses tem formas rochosas com 5 metros de altura.

Nas pedras há inscrições que podem ter sido feitas por uma civilização muito primitiva. Algumas inscrições parecem um calendário, como se alguém estivesse interessado a contar os dias. Essas inscrições antigas nunca foram estudadas assim como tudo que existe no local. 





No portão de entrada, que mais parece as ruínas do Coliseu de Roma, tem uma área de 4 Km² cheia de rochas e areias consolidadas, que devem ter se formado a milhões de anos. A erosão cuidou de esculpir estas rochas e criou formas curiosas, que tornam o lugar cheio de magia.

Algumas formações foram batizadas pelo povo de Alenquer conforme seu formato. Situada numa área de difícil acesso dentro da floresta amazônica, a Cidade dos Deuses tem vegetação rasteira e cactos que não são comuns da Amazônia.  




A área teria sido descoberta pelo topógrafo norte Americano Michael Douglas Blair, que esteve em Alenquer em 1953. Mas só em 1986 os moradores de Alenquer começaram a visitar a Cidade dos Deuses. A viagem de 2 horas e meia começa em Santarém em uma lancha rápida. De barco demora 6 horas, por isso cada um leva sua rede para dormir no barco.
 


 
Cachoeiras: Outro destaque em Alenquer são as Cachoeiras Vale do Paraíso e, como o próprio nome diz, é um paraíso para quem adora viver momentos intensos em meio à natureza. O Vale do Paraíso está a 58 km da cidade de Alenquer. A pousada foi planejada com uma concepção de integração e conservação ecológica.
 
Em estilo rústico, está entre riachos, floresta e as cachoeiras. A Cachoeira Chuva de Prata é a maior da região com quase 70 metros de altura, formando uma piscina natural. Outras são: o Véu de Noiva de 25 metros e a Preciosa de 45 metros.  
 
 

 
 
 
Existem também dois lagos em Alenquer que na época das chuvas se juntam, formando um grande lago. Na época da estiagem eles se separam, formando os lagos Curumum e Uruxi. Além disso, surge uma área que se transforma em um grande campo, com muitas andorinhas, garças e outras aves. Quando chegam as chuvas novamente, toda a área se transforma em um grande lago novamente, e assim permanece pelo menos durante 4 meses ao ano.


Entre os lagos de Alenquer também está o Atumã, onde existe uma reserva para criação da tartaruga pitiú e do peixe pirarucu. Na cidade vizinha Monte Alegre existem cerca de 30 sítios arqueológicos com inscrições em rochas, que datam pelo menos de 11.000 anos passados.













4 comentários:

Alfredo Kleper Lavor disse...

Parabéns pela postagem sobre Alenquer, Lucia. Foi onde encontrei fotos e informações do Lago Curumum.

Lucia de Belo Horizonte / MG disse...

Obrigado por sua visita e seu comentário. Infelizmente essa é uma área pouco conhecida e há poucas informações a respeito, apesar de sua grandeza e importância. Abraço, Lucia

Patrese Freitas disse...

Bom dia Lúcia. Estou com muita vontade de conhecer Alenquer e seus encantos, porém estou com uma certa dificuldade em encontrar pousadas e hotéis, parece que ninguém trabalha com passeios para as atrações da cidade. Como funciona o transporte para as regiões de cachoeira e dos conjuntos de pedras com escrituras? Qual é o melhor lugar para se hospedar? Desde já Agradeço muito a sua ajuda, as informções do seu blog foram de muita ajuda. Patrese Freitas. Belém-Pa.

Lucia de Belo Horizonte / MG disse...

Para chegar até a cidade de Alenquer, a 100 km de Santarém, deve-se pegar uma lancha rápida que sai de Santarém e faz a viagem em pouco menos de 3 horas.

Também há a viagem de barco que demora mais de 6 horas. O taxi aéreo que leva menos de 20 minutos de Santarém até Alenquer.

Para ter informações sobre o clima, guias turísticos e condições de turismo na cidade, procure a Secretaria de Cultura de Alenquer: tel. 93-35261472.

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores