segunda-feira, 2 de maio de 2011

Parintins, a terra do boi bumbá



Parintins, a 500 km de Manaus, é uma pequena e pacata cidade na Ilha Tupinambarana no meio da selva amazônica. O Festival do Boi-Bumbá de Parintins conquistou o prestígio internacional e todos os anos atrai milhares de visitantes que chegam através do porto de Parintins. 

 





O Festival folclórico é o conto de mitos e lendas, através de carros alegóricos e bonecos gigantes, com coreografia e musica contagiante. A figura central é o Boi Bumbá. O espetáculo da maior floresta do mundo acontece anualmente no final do mês de junho, porém ensaios, confecção das alegorias, fantasias e coreografias fazem com que o povo da cidade viva o festival durante muitos meses durante a sua preparação. 


 


video
 
 
O grande evento acontece no Bumbódromo, o templo do festival, com capacidade para 35 mil expectadores. O Caprichoso azul e Garantido vermelho são os conjuntos folclóricos que se inspiram em lendas de pajelanças indígenas de várias tribos e costumes caboclos da amazônia. Ano após ano, o imaginário popular representa a história do homem amazônico através dessa grande festa.

 




 

Religiosidade e folclore se misturam entre animais e os índios da floresta, dando colorido à cidade. Uma parte da cidade é azul, a outra é vermelha. Isso pode ser visto na decoração das casas, nos postos telefônicos, nas ruas em geral.

Os quatro mil integrantes de cada Boi contam ano após ano a história de Pai Francisco e Mãe Catirina, a qual tem um desejo incontrolável de comer língua de boi durante a gravidez e pede a seu marido para saciá-lo. A toada de Boi-bumbá é o estilo musical com as danças folclóricas com temática indígena, cabocla e ribeirinha.     
 

 


Parintins é também festival gastronômico, com seus pratos típicos: Tambaqui moqueado, caldeirada de tucunaré com  pirão, pirarucu assado, bolinhos de piracuí, peixe no tucupi, calderada de bodo, bodo assado e tacacá. É a culinária de Parintins explorando os peixes de água doce e a carne de búfalo, embalada pelo tradicional forró misturado com as músicas caribenhas.

Nenhum comentário:

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores