segunda-feira, 9 de abril de 2012

Águas de Lindóia, águas que curam




Quem chega na cidade de Águas de Lindóia ao norte do Estado de São Paulo em busca das fontes mornas e terapêuticas, descobre que a cidade com charme europeu tem muito mais a oferecer, reunindo tranquilidade e conforto com aventura e muita adrenalina.



Pórtico da cidade


Vivendo em um mundo veloz que exige dinamismo e muito esforço, a sociedade moderna se volta cada vez mais para os recursos da natureza e suas propriedades restauradoras capazes de combater o stress da vida moderna.

Se no passado as estâncias hidrominerais eram mais frequentadas pela Terceira Idade, hoje pessoas mais jovens e crianças também estão descobrindo as vantagens das estâncias indo em busca de saúde proporcionada pelos poderes medicinais da água.



Balneário Municipal


Balneário/Cosméticos Dr. Tozzi: Inserida no Circuito Paulista das Águas, é no Balneário Municipal que estão concentrados os benefícios das águas mornas e radioativas com efeitos medicinais para o tratamento anti-stress e de várias doenças, proporcionando bem estar físico e mental. Com piscinas de águas radioativas, banhos de sais, massagens de ervas aromáticas, tratamentos estéticos, esportes e lazer, Águas de Lindóia atrai gente de todas as idades.

O poder das Águas de Lindóia já era conhecido no início do milênio de 1700, quando a região era chamada de Terra das Águas Quentes pelos bandeirantes e tropeiros. Um médico italiano, Dr. Francisco Antônio Tozzi, chegou no Brasil em 1900 e se surpreendeu com a cura de um eczema na perna do seu tio pelas águas que jorravam de um morro chamado de Águas Quentes. Depois de numerosas pesquisas sobre essas águas, foi construído o balneário em 1954 tornando a cidade conhecida internacionalmente devido ao potencial de cura pela hidroterapia.

Mediante prévia reserva, na Fábrica de cosméticos Dr. Tozzi pode-se conhecer o processo de fabricação artesanal e também adquirir os produtos: sabonetes, sais de banho, loção hidradante, shampoos e óleos para massagem. Os sabonetes de glicerina utilizam a centenária fórmula original do fundador de Águas de Lindóia.






Passeios na cidade: Em frente ao balneário há o Bosque Municipal, um local arborizado com um riacho que corre em toda sua extensão. Aos domingos e feriados funciona no local a feira de artesanato, malhas e artigos em couro. Nas proximidades, a Igreja Nossa Senhora das Graças é um patrimônio da cidade. E quem for rezar na Gruta Nossa Senhora de Fátima tem mais uma fonte da pura água mineral.

Projetada pelo famoso paisagista Burle Max, a Praça Adhemar de Barros é o local perfeito para caminhadas. No lago, há patos, gansos e pedalinhos e também um espaço cultural com concha acústica onde são realizados eventos. A praça é local de partida de trenzinhos e charretes que passeiam pela cidade. À noite, a fonte luminosa e sonora torna o ambiente romântico. A Represa Cavalinho Branco com pedalinhos também é o ponto de aluguel de cavalos e piquenique. Nas proximidades, o Recanto dos Nefelibatas é um ambiente bucólico com bosques, riachos, balanços e lanchonetes.






Culinária: A cidade tem lugares perfeitos para comer sem pressa, com opções variadas e criativas desde a alta gastronomia nos restaurantes até as comidas de ranchos que são receitas simples, mas que possuem um sabor marcante levando os toques típicos das fazendas. Preparadas no fogão a lenha e com temperos caseiros, almoçar em um dos ranchos ou fazendas proporcionam a sensação de bem-estar. Privilegiada pela natureza, a cidade tem cenários únicos que reúne as tradições do interior, comidas típicas, pesqueiros, engenhos, alambiques e fazendas.

Bem próximo ao centro, o Pesqueiro do Engenho é uma área de 10 mil m², com diversos tanques de pesca. O engenho, que dá nome ao lugar, expõe antiguidades como um antigo engenho de cana, alambique para fabricação rudimentar de cachaça, moinho de fubá feito de pedra, um monjolo de madeira conjugado a um casarão de 120 anos onde pode-se fazer reservas para almoçar. Há ainda outras opções como aulas de equitação, cavalgadas ecológicas e passeios de charrete no Rancho São Nicolau e no Rancho da Fronteira.



Morro do Cristo




Morro Pelado


Morro do Cristo: Do Morro do Cristo, a apenas 2 km do Centro, tem-se uma vista panorâmica da cidade. Do alto dos seus 1.080 metros onde está o monumento do Cristo, pode-se avistar as cidades de Socorro, Lindóia, Limeira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Itapira, Socorro e até a cidade mineira de Monte Sião. O acesso é feito de carro ou de trenzinho turístico que sai da Praça Adhemar de Barros no Centro.

Morro Pelado: Do Morro Pelado também se tem uma bela vista panorâmica da região. A 4 km do centro e com 1.400 metros de altitude, tem instalada uma plataforma de vôo livre. E para quem gosta de muita adrenalina, existem agências de turismo que fazem programas de rafting, rapel, cascading, arvorismo, pesca esportiva, jipe trilha e vôo de paraglider para quem quiser se aventurar e descobrir outros encantos da cidade. Segundo lendas dos místicos, na grota próxima ao topo do morro há uma passagem subterrãnea que liga esse ponto a São Tomé das Letras e a Machu Picchu...



Um comentário:

Arauto das Thermas disse...

Olá Lúcia!! Agradecemos o carinho com nossa cidade, coisa linda sua matéria. Venha nos visitar novamente quando puder.

www.arautodasthermas.blogspot.com

Facebook do Balneário - http://www.facebook.com/pages/Balne%C3%A1rio-Municipal-de-%C3%81guas-de-Lind%C3%B3ia/338444122865893

Mayla Silveira

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores