segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Itacaré o melhor pico do surf da Bahia


Antigamente chamada de São Miguel da Barra do Rio de Contas, devido à igreja de São Miguel às margens do Rio de Contas, desde 1931 chama-se Itacaré. A cidade foi a principal rota de escoamento da produção cacaueira na boa época e desse tempo ficaram casarões e sobrados quase centenários que se tornaram charmosas pousadas.


 
 
 


O acesso a Itacaré é feito por estrada partindo de Ilhéus, onde está o aeroporto mais próximo. Com ruas de paralelepípedos, casas coloridas, gente eclética e muita energia, é uma das cidades mais animadas da região. À noite, Itacaré ganha ares cosmopolita, com variedade de lojinhas, bares e restaurantes. O agito pode atravessar a madrugada e sempre termina num "rastapé" nas casas de forró ou na praia ao som de reggae e música eletrônica.





Diferentes do restante do litoral baiano, as praias de Itacaré são pequenas enseadas cheias de encanto cercadas por morros cobertos por coquerais e pela mata atlântica. Com rios, cachoeiras, manguezais e muita mata virgem, é o cenário natural perfeito para caminhadas e esportes de aventuras como rafting, rapel, vôo livre, tirolesa, arvorismo. Em Itacaré se encontram os melhores picos de surf de toda a Bahia. Com ondas fortes e constantes, são frequentados o ano inteiro por surfistas de todo o mundo.

 
 


Um dos melhores passeios de Itacaré é a Peninsula de Maraú onde se passa por quilômetros de praias virgens e um lindo mirante. Todos os dias partem jipes tour com grupos de turistas que podem conhecer ainda a praia de Taipus de Fora onde se encontra uma das mais belas piscinas naturais da região. Para conhecer a Baía de Camamú , o ponto de partida é o Porto de Jobel. Os passeios são feitos de lancha e até chegar a Cachoeira de Tremembé passa pelos Rios do Céu e do Maraú e pelo mangue.


video
Vídeo Itacaré Bahia


Nenhum comentário:

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores