quarta-feira, 22 de junho de 2011

Recife, a veneza brasileira



Recife, a capital de Pernambuco, é uma das cidades mais antigas do Brasil. O nome da cidade originou-se dos arrecifes - rochedos de coral e arenito que forma uma muralha natural em seu litoral. Conhecida como "Veneza Brasileira" devido à semelhança com a cidade europeia de Veneza, Recife é cercada por rios e cortada por pontes, cheia de ilhas e mangues. São dezenas de pontes, entre elas a ponte Mauricio de Nassau, a mais antiga do Brasil. Várias áreas são de manguezal, sendo um dos maiores do mundo onde estão a Ilha de Deus, a Ilha de São Simão e a Ilha das Cabras.










Em 1537 era um pequeno povoado de pescadores onde existia apenas um porto e as fortificações que defendiam a região dos ataques de piratas e invasores. Quando Recife foi invadida pelos holandeses, foi iniciada a construção da cidade chamada de Nova Holanda.
Os holandeses permaneceram na região de 1630 a 1654. Durante essa época foram construídas pontes, diques e canais, dando um traçado à nova cidade e transformando o pequeno vilarejo em um moderno centro urbano. A cidade está situada sobre ilhas, penínsulas, alagados e manguezais entre os rios Beberibe, Capibaribe, Tejipió e braços do Jaboatão e do Pirapama.  


 






Circundada por colinas, Recife tem características peculiares. A cidade é um museu a céu aberto além dos acervos do Museu do Estado de Pernambuco, o Museu da Cidade do Recife, o Museu do Memorial da Justiça, o Museu do Homem do Nordeste, o Museu da Abolição. 


 






O Teatro de Santa Isabel compõe o conjunto arquitetônico e paisagístico na Praça da República com o Palácio do Campo das Princesas, Palácio da Justiça e o Liceu de Pernambuco. Num passeio de barco é possível conhecer o Parque das Esculturas de Francisco Brennand.   
   
Em Recife foi inaugurado o primeiro sistema de transporte sobre trilhos, a chamada Maxambomba, nome derivado do
inglês machine pump. Antes o transporte era feito apenas por canoas, cavalos e carruagens.

Entre 1930 e 1938 Recife foi uma das primeiras cidades nas Américas com conexão direita com a Europa e tem a única estação de atracação de  dirigíveis no mundo preservada em sua estrutura original, a Torre do Zeppelin.


 



A praia de Boa Viagem é a mais famosa, delimitada pela Praia do Pina de um lado e pelas praias de Piedade do outro. Toda a praia de Boa Viagem é protegida por uma barreira de recifes naturais, que deram nome à cidade.

Na maré baixa,
aparecem as piscinas naturais ao longo da praia e é possível andar sobre os recifes que são largos e planos mas também escorregadios. Quando a maré sobe, os recifes ficam completamente cobertos pela água. Porém devido ao ataque de tubarões, não se recomenda nadar ou surfar além dos recifes. 






A cidade será uma das sedes da Copa do Mundo em 2014 atraindo turistas de todo o mundo Suas maiores atrações são as suas manifestações culturais. Originário do século 17, quando os escravos comemoravam nas ruas o Dia de Reis, o carnaval de Recife é conhecido pelos blocos, maracatus e principalmente pelo Frevo.

Cidade multicultural, com
músicas e danças de origem africana, indígena e brasileira, o Frevo é uma marca de Recife há mais de cem anos. Durante o Carnaval de Recife é o ritmo musical mais comum nos blocos, como o Galo da Madrugada, o bloco reconhecido como o maior do mundo no Guiness - o livro dos recordes.








A 130 km de Recife está a maior festa de São João do Brasil. Em Caruaru, conhecida como Capital do Forró, a festa tem  duração de 30 dias. No mês de junho, a cidade toda se transforma em um enorme arraial, recheado de bandeirolas coloridas em homenagem a São João.
Na Vila do forró acontecem os eventos ao som da sanfona, zabumba e do triângulo, dando ritmo ao forró, ao xaxado e às bandas tradicionais. As quadrilhas mobilizam milhares de pessoas percorrendo as ruas.

Para chamar a atenção e divulgar a culinária regional, a cidade criou alguns exageros gastronômicos como um pé-de-moleque gigante, o enorme arroz doce, o maior cuscuz do mundo e muitos outros atrativos.


 

Nenhum comentário:

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores